Deixe um Felino entrar em sua Vida – Parte 1

Misteriosos, independentes, indiferentes… muitos são os adjetivos utilizados para tentar descrever a personalidade dos gatos. Cercados de mitos, os felinos sempre despertam emoções intensas, seduzindo com seu ar nobre, seu olhar penetrante e seu pelo macio. Entretanto, são essas mesmas características que causam desconforto em muita gente, despertando até reações agressivas em relação a esse instigante animal. Enigmático, a verdade é que é impossível conhecer o gato até conviver com um.

Saiba por que a popularidade dos gatos como animais de estimação tem crescido consideravelmente no Brasil e no mundo.

Benefícios de se conviver com um animal de estimação

Estudos científicos mostram os diversos benefícios da convivência com os animais. Emocional e psicologicamente, eles representam companhia e afeto; além de ajudar no controle do stress e redução da depressão, pois se tornam uma fonte de motivação e preenchem a necessidade de contato físico. O contato com bichos também é muito benéfico para crianças, ensinando-as a serem mais calmas, responsáveis e afetivas. Do ponto de vista da saúde física, já foi provado que este tipo convivência ajuda a reduzir os níveis de pressão arterial, deixa as pessoas mais ativas e dispostas e atua com um impacto positivo em relação ao sistema imunológico e à redução de dermatites e alergias.

Por que um gato?

Personalidade e Modo de Vida

1 . Ter um gato diverte: Gatos são em geral bastante ativos e gostam muito de brincar. São estratégicos, observadores, curiosos, atentos a tudo e a todos. Sua constante busca por diversão, seus trejeitos charmosos e suas pequenas manias em relação ao dia-a-dia acabam por conquistar e divertir aqueles com quem convivem. 

2. Ter um gato é ter companhia: Engana-se quem pensa que felinos são animais frios e desprovidos de afeto. Na realidade, o gato desenvolve um vínculo profundo com as pessoas com as quais convive, sendo extremamente interativo e carinhoso com quem ama. Entretanto, em geral o gato é um animal reservado e bastante exclusivista, designando seu amor a quem realmente conquista sua confiança. O gato escolhe muito bem a quem se entregar, mas quando o faz é de forma incondicional. 

3. Ter um gato encanta: O gato é um animal magnético e misterioso. Elegante e altivo, o gato tem o dom da invisibilidade, mas também sabe chamar atenção para si. Desfruta do que é bom, possui uma languidez só sua, gosta de conforto e entrega-se todo a uma preguiça gostosa, mas no momento seguinte já está pronto para a caça. O gato é especialista em seduzir e, quando a sedução não funciona, em exigir o que quer – ou pelo menos deixar bem claros seus desejos. Eles são muito independentes: você nunca poderá possuir um gato, ele permite ser amado e cuidado, mas sempre sob suas próprias condições. Eles agem de acordo com sua vontade, aceitando ficar com alguma pessoa ou em alguma situação somente até sentirem-se aborrecidos.

O gato faz o que quer, não é um prestador de serviços ou deve obediência a ninguém. Por isso tantas pessoas têm dificuldade de conviver com gatos e os acham “interesseiros”, além de se sentirem ofendidas com sua auto-suficiência.

Primeiro, você tem que conquistar a confiança do gato. Depois, você tem que aprender a respeitá-lo. Ele vai demonstrar afeto quando realmente estiver disposto, não a hora que você mandar. E justamente por isso, os gatos ensinam a amar. Um amor livre, não submisso, que sabe respeitar o arbítrio alheio e as diferenças.

Como o gato é um ser de modos sutis e cheio de vontades próprias, muitas pessoas são incapazes de interpretar sua comunicação corporal e expressões faciais, abusando de sua paciência e testando seus limites. Insubmisso por natureza, ele reage e responde àquilo que não tolerou. Daí surgiu o mito de que o gato é um “animal traiçoeiro” – as pessoas acusam o gato de imprevisível, quando na verdade são ignorantes em sua linguagem. O gato sempre comunica, mas na maioria das vezes é preciso ser um bom observador para entender os seus sinais.

Podemos observar que os gatos vêm aos poucos conquistando o mundo com seu fascínio. Na indústria da moda, não só as estampas animais estão em alta como a própria imagem do gato é amplamente utilizada como padronagem. Em anúncios publicitários se vê a participação de felinos com uma freqüência cada vez maior, assim comoem editoriais. Enão é só na moda; a cada dia nos deparamos com um número maior dos mais diversos itens de consumo com a temática felina.

No ano passado houve um crescimento de mais de 13% no número de casas com gatos como animais de estimação, contra um amento de cerca de 6% no número de cães. Talvez o atribulado estilo de vida moderno explique em parte esse fenômeno. Gatos não exigem uma rotina tão regular quanto os cães, pois não precisam ser levados para passear. São muito higiênicos e suas necessidades fisiológicas são feitas em uma bandeja com areia sanitária, não necessitando de regularidade nos horários por parte do dono. Em gatos de pelo curto, o banho é praticamente dispensável, pois eles mesmos se limpam e não ficam com cheiro.  Mas acima de tudo, a crescente popularidade dos felinos está diretamente relacionada à sua personalidade.

…………

Em breve, parte 2 : Os Gatos e o Mundo Astral / Compromisso para toda a vida

Crédito das imagens: fofurasfelinas http://www.flickr.com/photos/fofurasfelinas/

Anúncios

6 comentários sobre “Deixe um Felino entrar em sua Vida – Parte 1

  1. Adorei o texto! Parabéns!
    Na minha infância os desenho infantis só mostravam que o gato era o vilão; Tom e Jerry, Frajola e Piu-piu…muita gente não gosta de gatos,mas nem sabe o porque, na minha opinião no subconsciente a gente fica com uma imagem negativa e nem se dá conta.
    Fico feliz quando vejo filmes como o Bolt, O Supercão (http://www.youtube.com/watch?v=QcNxKk3c1A0&feature=related), onde a gata Mittens no começo aparece como vilã, mas no decorrer do filme ela encanta a todos.

    1. adorei a matéria…realmente os gatos são companheiros e nos servem de exemplo de como amar, e como retribuir o amor recebido. são seletivos nas pessoas pra se relacionar. são muito amáveis…tenho 03 em casa…

  2. detesto que falem mal dos gatos, que eles são interesseiros traiçoeiros, mas eu não acredito que nem o gato e nem outro animal qualquer possa ser assim, isto é unicamente de certas pessoas serem interesseiras, traiçoeiras, mal agradecidas e etc… e etc…
    eu defendo muito os gatos, tenho 5, e todos são maravilhosos, quando chego de carro na frente de casa eles chegam a pular o portão do lado pra me encontrar…parece que eu sou uma celebridade pra eles!!! já até me chamaram de a louca dos gatos, mas isso é um elogio pra mim, besta de quem não covive com gatos e outros animais!!!

  3. Tá aí uma verdade sobre gatos, me indentifiquei com tudo, sempre tive gatos e agora tenho duas gatinhas lindas uma em especial a Dulce ela é a luz da minha vida tenho uma relação com ela como mãe e filha. a parte que diz gato é um animal reservado e bastante exclusivista, designando seu amor a quem realmente conquista sua confiança. O gato escolhe muito bem a quem se entregar, mas quando o faz é de forma incondicional.
    É pura verdade a minha gata ela sabe perfeitamente quem eu sou ela age totalmente diferente com os outros da casa e quando ela deita comigo no sofá como uma criança pedindo colo e carinho e faz de tudo pra chamar minha atenção não tem nada mais gratificante que isso não tem dinheiro no mundo que page isto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s